Conhecimento de mercado por meio da Tecnologia da Informação

Vive-se em um mundo representado por dados, criando afirmações sobre a realidade. Dados são definidos como um conjunto de fatos distintos e objetivos, relativos a eventos. Mas é importante lembrar que dados só ganham sentido a partir do momento em que são inseridos dentro de um contexto que define seu sentido e sua relevância, transformando-se em informação, que são representadas em forma de documentos ou comunicações.

Com isso, somos capazes, por exemplo, de conhecer o histórico das operações de uma organização. Analisar o passado nos permite entender as causas de erros e acertos. É possível enxergar qual a realidade atual. Dados analisados dentro de um contexto nos trarão respostas sobre custos de produtos e projetos, sobre o ROI (Retorno sobre Investimento), sobre os melhores clientes. Ou seja, a partir de dados históricos contextualizados, a organização visualiza o caminho percorrido.

Os fatores que envolvem o conhecimento

Já o conhecimento está relacionado a fatores como informação, percepção, ciência, experiência, qualificação e aprendizado e é composto de elementos de forma estruturada. A informação só representará o conhecimento uma vez que esteja sistematizada. Para que ocorra essa transição, é necessária a interação humana.

O pesquisador José Cláudio Terra aborda as “Sete Dimensões da Gestão do Conhecimento” a serem observadas pelos gestores com o propósito de criar um ambiente propício para que os indivíduos exerçam um papel criativo organizacional.

A dimensão fatores estratégicos e o papel da alta administração tem o objetivo de criar um ambiente motivador para a organização com metas desafiadoras, estabelecendo uma estratégia clara, priorizando os processos de aprendizagem e definindo os campos do conhecimento que são significativos para a organização.

Cultura e valores organizacionais priorizam a inovação, o aprendizado contínuo, onde existe um posicionamento estratégico de ação e tolerância aos erros advindos da experimentação.

Na dimensão da estrutura organizacional as equipes multidisciplinares são organizadas em estruturas hierárquicas mais flexíveis, com alto grau de autonomia.

Em relação aos recursos humanos, além da compensação financeira, os indivíduos buscam o desenvolvimento pessoal. São fatores estratégicos o recrutamento, a seleção, os treinamentos e os esquemas de remuneração e recompensa por desempenho.

Na mensuração de resultados, o valor da organização extrapola seu valor contábil e os ativos intangíveis, como o capital intelectual, devem ser medidos. Os processos do conhecimento devem ser mensurados mesmo não sendo claramente identificáveis.

Aprendizagem com o ambiente é a dimensão que diz respeito ao processo de aprendizagem, considerando os ambientes interno e externo, a partir de alianças e parcerias com outras empresas e com o próprio cliente, visando a inovação constante, mantendo a competitividade.

Por fim, a sétima dimensão são os Sistemas de informação onde a tecnologia é disponibilizada para facilitar o compartilhamento do conhecimento e a interação entre as pessoas, fomentando a criação de novos conhecimentos.

Escrito por: Eliane Borges Vaz, MSc

Consultora em processos de TI

Coordenadora do Curso de Pós-graduação de Testes em Software na Universidade Positivo – Curitiba

Inscreva-se em nossa newsletter
Crie, treine e implemente modelos de Machine Learning. Ganhe produtividade em sua equipe!