Tempos difíceis, decisões acertadas

Nestes últimos dias a frase de Deming me chamou a atenção:

W. Edwards

Nos dias atuais, os dados gerados pelas empresas são em grande quantidade e crescente.  Para termos uma ideia, 90% dos dados atuais foram criados nos últimos 2 anos. E tendem a aumentar. Basta ver sobre IoT.  E estes dados precisam ser capitalizados.

Através de análise, podemos rapidamente identificar as tendências, prever o comportamento e apoiar decisões estratégicas.

A Análise de negócios é composta por 3 tipos: análise descritiva, análise preditiva e análises prescritivas.

maturidade do analytics

Fiquei pensando que apesar dos dias atuais na qual muito se fala em transformação digital, ainda temos muitas empresas que sequer usam uma análise descritiva (e que por teoria seria o início da caminhada para chegar na prescritiva).

Em um exemplo simples das diferenças entre elas seria:

Descritiva   – “Perdemos o João como cliente”

Preditiva    – “Temos uma probabilidade de 90% de perder o João como cliente”

Prescritiva – “Temos que dar 4% de desconto ao João para não o perder como cliente”.

Mas, o que vemos é outra realidade. Muita decisão tomada no instinto, sem muitas informações.  Não sei por quanto tempo mais isto será possível, até que estas empresas e estes profissionais (quem ler “The average is over” e “The Future of the Professions: How Technology Will Transform the Work of Human Experts” vai entender, mas isto fica para um outro blog.) sejam suplementadas pela concorrência.

Um estudo da Bain demonstra que empresas que se valem da análise dos dados (machine learning / analytics) são:

  • Duas vezes mais propensas a tomar decisões baseadas em dados.
  • Cinco vezes mais propensas a tomar decisões mais rápidas do que os concorrentes.
  • Três vezes mais propensas a ter uma execução mais rápida sobre essas decisões.
  • Duas vezes mais propensas a terem resultados financeiros melhores.

frase w edwards deming

E quem não está atento a estas mudanças, quanto tempo as empresas tem para esta adaptação?

Segundo alguns pesquisadores, as empresas tem até 2 anos para estarem dentro desta “transformação digital”.

Eu não tenho esta certeza. Na dúvida, acredito que elas não devam mais perder tempo.

Quanto tempo até uma espécie de “Uber” aparecer no seu mercado?

Texto de Alessandro Furtado

Inscreva-se em nossa newsletter
Crie, treine e implemente modelos de Machine Learning. Ganhe produtividade em sua equipe!