Internet das coisas – Saiba como funciona!

internet das coisas
internet das coisas

De forma simples, o objetivo da internet das coisas é conectar dispositivos à internet para facilitar a nossa rotina, seja no trabalho ou na vida pessoal.  E já podemos ver alguns exemplos por aí: o Google Glass, o Apple Watch, a Nike FuelBand SE. Mas você sabe como funciona a internet das coisas e o quanto ela pode impactar no seu negócio?

Pensando nisso, vamos explicar neste artigo, como esse conceito está mudando a nossa forma de se relacionar com o mundo. Confira!

O que é a internet das coisas?

Internet das coisas (em inglês, Internet the Things – IoT) se refere à conexão de qualquer objeto à internet, além dos convencionais, como computadores, tablets e smartphones. Sua finalidade é unir o mundo físico e digital para coletar informações em tempo real, analisá-las e gerar uma resposta de acordo com a necessidade do indivíduo ou empresa.

Podemos pensar na internet das coisas como a expansão da conectividade. Pense nos pontos de vendas comerciais. Para que os freezers fiquem na temperatura ideal para a armazenar os produtos, é preciso verificar com frequência o equipamento. Agora, com o aplicativo Dilli, desenvolvido pela Embraco, os comerciantes podem controlar os freezers, deixando-os na temperatura certa para guardar os alimentos, além de receberem alertas quando o estoque estiver baixo ou precisar fazer alguma manutenção.

Embora o acesso a esse tipo de tecnologia seja recente, a ideia de ter objetos conectados é antiga. Ela surgiu pela primeira vez com Bill Joy, cofundador da Sun Microsystems, em 1991, justamente na época em que a internet e a conexão TCP/IP se tornaram mais acessíveis e populares.

Contudo, foi só em 1999 que a expressão internet das coisas surgiu como usamos hoje. Ela foi cunhada por Kevin Ashton, pesquisador britânico do Massachusetts Institute of Technology (MIT), quando ele teve a ideia de etiquetar eletronicamente os produtos da sua empresa para facilitar a logística. Para isso, ele usou identificadores de radiofrequência, novidade na época.

Como funciona essa tecnologia?

Basicamente, para a IoT funcionar, é preciso um dispositivo, redes ou tecnologia de comunicação e sistemas de controle para processar os dados. Tudo isso, precisa acontecer de forma rápida, à distância e com o mínimo de interação humana.

A ideia central dessa tecnologia não é oferecer mais um meio para você ficar online, mas sim, fazer com que os objetos se tornem mais eficientes ou recebam atributos complementares. O Apple Watch, por exemplo, permite controlar as músicas do iTunes em outros dispositivos, recusar ligações, além de medir os seus dados vitais, como batimentos cardíacos, e enviar para aplicativos que ajudam a monitorar a sua saúde.

A IoT também pode ser aplicada nas indústrias, seja para otimizar o trabalho, economizar recursos e melhorar o cotidiano das pessoas. A Amtrak, maior ferrovia da América do Norte, por exemplo, instalou sensores em suas locomotivas para identificar e prevenir problemas relacionados com as rotas dos veículos. Assim, eles conseguiram reduzir em mais de 30% o atraso das locomotivas, melhorando o transporte para os cidadãos.

O futuro da internet das coisas

A IoT já é uma realidade na nossa rotina, mas a tecnologia está apenas no início. Ainda existe muito para ser explorado e testado na área. A Gartner estima que até 2020 mais de 26 bilhões de dispositivos estarão conectados.

Imagina como isso impactará nas empresas? Muitos processos podem ser melhorados e modificados. Além disso, a tecnologia é bem-vista pelos profissionais brasileiros, que enxergam na IoT uma oportunidade de deixar suas atividades mais práticas.

Um estudo feito pela Dell em parceira com a Intel, revela que 81% dos brasileiros entrevistados acreditam que a internet das coisas farão parte do seu dia a dia no ambiente de trabalho em cinco anos. Já para 60%, o principal benefício no uso de IoT é a chance de tornar as tecnologias mais inovadoras nas organizações.

Em um contexto favorável, quanto antes a sua empresa começar a investir em internet das coisas, maiores as chances de se destacar no mercado e aproveitar os benefícios dessa tecnologia.

Gostou de aprender sobre como funciona a internet das coisas? Então, compartilhe nas redes sociais o post e veja o que seus amigos pensam sobre o assunto!

Inscreva-se em nossa newsletter
Crie, treine e implemente modelos de Machine Learning. Ganhe produtividade em sua equipe!